Quíron na 5ª Casa

Uma pessoa pode ser sentida pelo bloqueio de sua capacidade de se expressar espontaneamente e de usar sua criatividade, geralmente a partir de situações da infância. Você pode ter o desejo mais acentuado de se sentir amado e não perceber diretamente qual área deseja destacar.



Também sugiro alguma frustração sobre possíveis carreiras artísticas que não consegui desenvolver.

A cura geralmente verifica quando você estimula, ilumina ou destaca outras pessoas ou usa seus talentos naturais em atividades recreativas ou criativas, como produzir arte, por exemplo.



Chiron - Significado e Simbolismo

Quíron em nosso mapa natal representa o local onde fomos gravemente feridos sem motivo, geralmente na infância ou em vidas anteriores. A dor nessa área é grande, latente e muitas vezes impossível de curar.



No entanto, conforme a história continua, a própria ferida tem seu remédio dentro.

A questão é que com Quíron é diferente porque é um arquétipo que está sempre ativo e que preferimos, por razões de sobrevivência, entorpecer.

Se você é novo por aqui e não sabe o que quero dizer com arquétipo, pode entender facilmente trocando a palavra arquétipo pela experiência de ser. Cada planeta nos dá uma experiência diferente de ser necessária para nossa saúde mental.



No caso de Quíron, a experiência que ele nos dá é uma dor que cura. É a fratura na alma pela qual, como diz Rumi, a luz pode entrar.

Tudo relacionado a Quíron não é fácil porque requer que confrontemos aquelas partes de nós mesmos que acreditamos estar quebradas ou decompostas.

Quando ele é gravemente ferido em batalha, a morte é conferida, sua ferida dói por anos e é impossível para ele curá-la, no final por compaixão ele é elevado por Zeus ao céu formando a constelação de Sagitário (daí sua relação com este signo do zodíaco)



A segunda versão é, no entanto, a que me parece mais interessante. Nesta história, Quíron, (o médico centauro) sofre um grave ferimento ao ser ferido em batalha por uma flecha, mas sendo um semideus, ele não pode morrer.

Em desespero, ele implora aos Deuses que lhe concedam a morte, mas eles afirmam que não há nada que possam fazer. Quíron então usa toda sua sabedoria médica coletando plantas medicinais e criando receitas para curar sua ferida.

Com o tempo, essa tarefa se torna uma tarefa obsessiva, mas sem resultados. Quíron amargurado acaba se encerrando em uma caverna amarga em sua dor e infortúnio. Vários anos se passaram e uma manhã, de seu esconderijo escuro, o centauro vê um soldado voltando da batalha sofrendo de um ferimento muito semelhante ao seu.

Em um impulso de compaixão, Quíron sai de sua caverna e aplica os medicamentos que ele criou no soldado. Qual seria sua surpresa ao descobrir que, ao curar o homem ferido, sua própria ferida começou a diminuir de dor?

À medida que mais soldados feridos chegavam, Quíron os curava, encontrando assim o remédio que tanto procurava. Por seu nobre trabalho, os Deuses finalmente decidem conferir-lhe a morte e elevá-lo ao céu no que agora é conhecido como constelação de Sagitário.

A razão pela qual a segunda história parece mais interessante para mim é porque me sinto mais perto dela. Descreve perfeitamente a experiência de muitos de nós que iniciamos o caminho do crescimento pessoal porque a dor (de qualquer tipo) se torna insuportável.

Quíron em nosso mapa natal representa o local onde fomos gravemente feridos sem motivo, geralmente na infância ou em vidas anteriores. A dor nessa área é grande, latente e muitas vezes impossível de curar. No entanto, conforme a história continua, a própria ferida tem seu remédio dentro.

O primeiro passo é quando tomamos a coragem de deixar de nos evitar ou nos vitimizar (orando aos Deuses pela morte) e iniciamos o processo de cura, buscando diferentes perspectivas e técnicas que ajudem a diminuir a dor de nossa ferida.

A segunda fase é quando sentimos o desamparo de que isso não funcione! Eu fui a todas as terapias alternativas, retiros e especialistas existentes, mas ainda não posso mudar, eu sempre volto para a mesma coisa que não sei mais o que fazer ...

Então chega o momento de reclusão na caverna escura em que, idealmente, não passaremos muito tempo antes de acordar para este fato:

Embora seja verdade que não podemos dar o que não temos, o oposto também se aplica: não podemos receber o que não entregamos. Quando já passamos um tempo no processo de descoberta e transformação, aprendemos ferramentas que, se usarmos apenas para nós, acabam se sentindo vazias.

Não é até que expandamos nossa cruzada de autoajuda para um fim mais generoso que a vida finalmente nos permite transcender a dor. Aquele impulso de compaixão que é descrito no mito de Quíron que todos nós sentimos em algum momento ao ouvir a história de alguém que sofre a mesma dor que nós.

Escorpião, Sol, Câncer, Lua

Nesse caso, uma abordagem para dizer: eu entendo você e, embora não saiba a solução exata, isso é o que aprendi. Aqui, vou compartilhar com você. A dor começa a diminuir automaticamente. Um ensina, dois aprendem.

5ºCasa - Significado e Simbolismo

Quando chegamos à 5ª Casa, já temos a consciência de que não englobamos todas as coisas que somos um ser único e individual e, agora, queremos ser especiais, diferentes. Não somos tudo, mas podemos ser a coisa mais importante que existe.

O Sol dá a esta casa um duplo significado. Por um lado, ele transmite a energia que alimenta a vida, por outro, serve como um princípio de agregação de nossa personalidade (assim como os planetas gravitam eternamente em torno da estrela, o centro de nosso sistema solar).

O Sol é como o ego pessoal, ou seja, o eu. É o centro da consciência de cada um de nós, em torno do qual tudo que nos diz respeito circula.

Pessoas com posições fortes na Quinta Casa compartilham essas qualidades do sol. Suas personalidades devem brilhar acima de todas as outras, para se destacarem. Eles precisam se sentir influentes, para desfrutar de poder e autoridade.

Essas personalidades querem ser o centro de tudo e de todos. Eles precisam se sentir o centro das atenções. Tudo gira em torno dela.

Todos precisam de sua presença iluminada para florescer. No entanto, sabemos que apesar da importância e qualidades únicas do Sol, ele não é a única estrela do Universo. Também sabemos que todos eles são igualmente necessários e valiosos.

A 5ª Casa na nossa personalidade evidencia a necessidade que a maioria de nós sente de ser reconhecida (na família, no trabalho, na sociedade). Todo mundo gosta de se sentir especial. Isso, de certa forma, faz diferença na vida de alguém.

Na infância, fazemos de tudo para agradar aos pais. Para que gostem de nós e se sintam orgulhosos. Esse sentimento nos acompanha ao longo de nossas vidas.

Cativar os outros é uma estratégia que todos os bebês sabem usar para garantir o cuidado e a atenção do adulto. Os primeiros sorrisos são uma forma de agradar, de retribuir o amor que nos dão.

Associada à necessidade de se sentir especial e amada, a Casa 5 reflete outro desejo. Autoexpressão. Nesta fase, precisamos criar, construir algo novo.

urano quadrado vênus sinastria

Esta Casa está associada à expressão criativa, paixão e talento com que nos dedicamos a criar qualquer coisa, seja uma peça, uma folha de cálculo ou uma teoria científica. Envolve toda a estrutura mental necessária para ser criativo em qualquer área de nossa vida.

Os planetas e signos presentes na 5ª Casa de nosso mapa natal mostram a possível manifestação de nosso talento criativo.

Mercúrio ou Gêmeos na 5ª Casa, sugira habilidades de escrita ou falar em público. Netuno ou Peixes indica um talento especial para expressão musical, textos literários, fotografia ou dança. Câncer e Touro podem ter excelentes habilidades culinárias. Virgem denota gosto pelo trabalho manual.

Além dos talentos, a 5ª Casa também revela como podemos nos expressar. A presença de Mercúrio ou Urano lhes dá uma manifestação intelectual. Lua ou Netuno, uma manifestação que vem diretamente de nosso lado mais emocional.

Algumas pessoas são criativos ágeis. Eles olham para o mundo ou para dentro de si mesmos e são inspirados por qualquer detalhe para criar. O processo criativo é fluido e natural. Outros, porém, são mais objetivos e diretos. Na Quinta Casa, criamos para nós mesmos, para proporcionar a realização de I.

House 5 também inclui diversão e esportes. Brincar, competir é para essas personalidades uma forma de alegria, convivência e aprendizado. Ganhar o primeiro lugar e receber as devidas honras no pódio os enche de bem-estar. Para outros, defender causas justas é igualmente recompensador.

A Casa 5 também está associada a jogos, passatempos e aos prazeres do lazer. Basicamente, refere-se a atividades que nos trazem prazer e energia, o que realmente gostamos de fazer. Para muitas pessoas, os hobbies são uma forma de terapia e, para outras, eles se tornam suas carreiras.

É em seus sonhos que encontram força e resistência para lutar contra tudo e contra todos para se tornarem o que mais desejam. Conhecemos muitos casos desses. De artistas que acreditam e trabalham duro por anos para se tornarem famosos e verem seu trabalho ser reconhecido.

Em nosso mapa natal, os planetas e signos presentes na 5ª Casa também revelam o tipo de diversão que nossa personalidade encanta e a maneira como podemos explorar esse prazer.

O romance, o gosto da conquista, o prazer proporcionado por uma relação afetiva estável, amorosa e recíproca também cabe na 5ª Casa.

Afinal, o amor contribui significativamente para o nosso bem-estar. Nada nos faz sentir mais especial do que o amor. Ter o amor de alguém, ser o foco da atenção dessa pessoa, é um desejo que é

Quíron em 5ºCasa - Significado e Simbolismo

Sua capacidade de ser espontâneo pode ser diminuída, pois você se sente incapaz de aproveitar o momento sem impedimentos ou, se o fizer, poderá cair a extremos muito destrutivos. Sua espontaneidade pode ser abatida em sua infância, resultando atualmente em uma grande sensibilidade ao ridículo; talvez fazendo palhaçadas ou talvez colocando uma máscara nobre que o faça parecer calmo e controlado.

Freqüentemente, você teme a inveja dos outros e pode acontecer de complicar sua vida com pessoas invejosas e vingativas quando corre o risco de liberar sua veia criativa.

Pode ser útil aprender a distinguir entre criar para impressionar outras pessoas e obter poder e prestígio, e criar para se divertir.

É provável que você esteja convencido de que, se se comportar com nobreza, a vida o tratará da mesma maneira, mas você pode cometer uma certa ingenuidade.

Os relacionamentos com crianças, sejam eles seus filhos ou não, tendem a ser caracterizados por experiências de aprendizagem, dor e cura.

Associada à necessidade de se sentir especial e amada, a Casa 5 reflete outro desejo. Autoexpressão. Nesta fase, precisamos criar, construir algo novo.

Esta Casa está associada à expressão criativa, paixão e talento com que nos dedicamos a criar qualquer coisa, seja uma peça, uma folha de cálculo ou uma teoria científica.

Envolve toda a estrutura mental necessária para ser criativo em qualquer área de nossa vida.

Conclusão

Da mesma forma, a expressão sexual é revelada na Casa 5. Parte fundamental da vida de todos nós, a intimidade é o expoente máximo da relação de amor com outra pessoa.

Nesses momentos, revelamos quem somos, nos expomos, somos frágeis, assumimos compromissos, queremos que o outro sinta o mesmo que nós, muito especial. Nós seduzimos e somos seduzidos. Nós encantamos e prendemos a atenção um do outro.

As crianças, uma extensão de nós, também cabem nesta Casa. Enquanto a 4ª e a 10ª casas indicam como vemos nossos pais, a 5ª casa descreve o relacionamento astral entre nós e nossos filhos. Os planetas e signos localizados nesta Casa refletem o papel de nossos filhos em nossas vidas.

Eles também descrevem como vivenciamos a experiência de ser pais. Se formos mais progressistas e liberais (Urano) ou se questionarmos nossa competência para desempenhar o papel plenamente (Saturno).

Além de descrever como nos relacionamos com os filhos e como nos vemos como pais, a Casa 5 também reflete nossa criança interior.

A capacidade de continuar olhando a vida com um pouco de inocência e espontaneidade. A parte de nós que gosta de brincar e permanece jovem ao longo da vida.