Júpiter na 2ª Casa

Uma das maiores divindades do mundo antigo, Júpiter era muito adorado como um deus associado à justiça, prosperidade, fortuna, clima e muito mais. O planeta Júpiter parece igualmente admirado na astrologia.

Júpiter é um dos planetas sociais, ao lado de seu vizinho oposto, Saturno. O planeta de expansão e fortuna, progresso, riqueza e muito mais, Júpiter desempenharia um papel importante no mapa natal de uma pessoa.

Embora os planetas sociais sejam geralmente associados a efeitos geracionais, se eles criarem aspectos fortes com outros planetas, pessoais em primeiro lugar, é provável que seu efeito se manifeste mais diretamente.



significância do número 27

Casas astrológicas são campos que representam diferentes segmentos da vida e de sua personalidade.

Os planetas dentro desses campos e os aspectos que eles formam afetariam cada área da vida de uma maneira específica. Hoje vamos falar sobre Júpiter na Segunda Casa.

Para começar, vamos aprender algo mais sobre este campo específico e o planeta Júpiter.

A segunda casa em astrologia

A Segunda Casa é uma casa de materialidade, em primeiro lugar. Esta é a casa associada à propriedade, riqueza, finanças, todos os ganhos e perdas, dinheiro; este campo está associado a tudo o que você ganha, gasta e assim por diante.

De um lado, esta é a casa do ganho, enquanto do outro lado, esta é também a casa do gasto e da perda.

Portanto, é de fundamental importância compreender os planetas e os aspectos encontrados dentro de sua Segunda Casa.

Esta casa astrológica está associada à capacidade de ganhar algo, acima de tudo. Portanto, os indicadores de riqueza e prosperidade encontrados neste campo ou não no gráfico não significam exatamente muito, se você for incompetente.

Esta competência para construir sua base material é o elemento mais importante a se considerar em relação à Segunda Casa. Este campo mostra como você poderia fazer isso e sobre seus potenciais.

Além disso, este campo também fala sobre como manter a estabilidade na vida, especialmente no que diz respeito a questões financeiras. Uma coisa é ganhar ou construir algo; manter a estabilidade da renda e mais é uma arte por si só. Às vezes, o sucesso é fácil.

Por exemplo, existem pessoas nascidas sob a estrela da sorte, naturalmente afortunadas, com um bom ponto de partida ou aquelas que agarraram uma oportunidade perfeita.

O Campo de Manutenção

Porém, manter a estabilidade, principalmente quando se trata de finanças, bens e bens materiais em geral, é outra coisa.

Este campo fala sobre suas capacidades para manter o que você realizou e também para desenvolver e fazer crescer ainda mais.No entanto, a Segunda Casa não trata exclusivamente de normas materiais e de tratar de questões financeiras.

Esta é também a casa de sistemas de valores, princípios, talentos, habilidades pessoais, a necessidade de estabilidade e segurança, a atitude da pessoa em relação a diferentes conjuntos de valores. Esta é a casa sobre seus próprios princípios e seu próprio conjunto de valores.

Isso é ainda mais importante do que esse aspecto material da área, porque os valores que você enaltece e os princípios pelos quais foi orientado moldam sua personalidade e identidade.

Por se tratar da casa associada ao conceito de manutenção, trata-se também de construir o seu sistema de valor, de reforçá-lo e mantê-lo. Isso é muito importante, porque uma pessoa que conhece seus valores é uma pessoa autoconfiante.

Isso não significa que você nunca deve mudá-los, mas o primeiro passo é tornar-se consciente do que você considera importante e digno de respeito e admiração.

Esta é a casa da estabilidade, pois é análoga ao signo do poderoso, forte e bem fundamentado Touro.

Esta é uma das casas sucessoras e as casas sucessivas estão associadas a recursos fixos disponíveis. Esta também é uma das casas da Terra e este grupo de casas está associado às necessidades.

Nos parágrafos a seguir, veremos quão benéfico Júpiter, o planeta da riqueza e da fortuna, fica dentro das paredes da Segunda Casa.

Júpiter na mitologia

Zeus ou Júpiter era o deus supremo nos antigos panteões da Grécia e de Roma. Ele era muito adorado e adorado em todos esses reinos antigos.

Júpiter era conhecido como o pai dos deuses, o mestre do trovão e do relâmpago, o criador da chuva, o protetor das leis e da ordem celestiais e humanas. Júpiter era considerado o guardião da justiça, o patrono de grande conhecimento e sabedoria.

Ele era uma velha divindade do céu, associada ao clima e à justiça. Na Roma Antiga, Júpiter era, por assim dizer, ainda mais do que um deus. Seu culto estava associado não apenas ao culto espiritual, mas também a questões de estado. Júpiter era um elemento constitutivo do estado romano, pode-se ousar.

Este deus teve grande importância política, além de ser adorado e admirado como um deus que governa trovões, raios e chuva.

Os governantes estavam sob sua proteção e orientação. Na verdade, era Júpiter quem daria a alguém o direito de governar e o poder de governar. Júpiter garantiria que a lei e a ordem ocorressem.

Ele também foi associado à vitória, sucesso, prosperidade, fortuna e retidão. Foi ele quem estabeleceu o equilíbrio legítimo entre o estado, o indivíduo e o povo de Roma. De volta à Grécia, Zeus também foi amplamente adorado.

Muitos santuários foram construídos em seu nome e a estátua de Zeus em Olímpia era uma das sete maravilhas do mundo antigo.

De acordo com a mitologia grega, Zeus derrubou seu pai, Cronos, o titã (Saturno na mitologia romana) e estabeleceu seu governo sobre os reinos dos deuses e dos homens. Ele dividiu o reinado com seus irmãos Poseidon (Netuno) e Hades (Plutão).

Zeus governou o céu e a terra, Poseidon era o deus dos mares e Hades governou o submundo.

Júpiter em Astrologia - Planetas em Casas

O planeta Júpiter é um gigante astrológico benevolente, amado tão igualmente quanto o sábio e justo pai dos deuses. Júpiter é o maior planeta do sistema solar e é um grande benéfico no sentido astrológico.

Em Júpiter, as matérias da alma são mais fortes do que as materiais, embora este planeta esteja, de fato, associado à riqueza material e fortuna, além de outros conceitos. Júpiter é um planeta extremamente positivo.

Júpiter às vezes é considerado uma estrela afortunada e sortuda. Se você tem este planeta enfatizado em seu mapa natal, e em bons aspectos, você seria considerado um sortudo. Este é o planeta da prosperidade, progresso e expansão. Júpiter está ao lado de Saturno, o planeta que representa tudo o que é oposto.

Enquanto Saturno era limitante, restritivo, o planeta da escuridão, desespero, desastre e problemas, Júpiter é essencialmente diferente.

Júpiter é o planeta de grande otimismo e positividade na vida, o que está principalmente associado ao conceito de expansão. Júpiter está associado ao conhecimento, sabedoria e, como tal, ao ensino superior, filosofia, religião, fé e muito mais.

Tudo isso foi predisposição para outra forma de expansão, a material.

Portanto, este também é o planeta associado a riquezas, lugares altos, posições de destaque, sucesso profissional e assim por diante.

ver uma cobra é um bom sinal

Este planeta está associado à lei, justiça, moralidade e ética. Pessoas que são guiadas por Júpiter, ou seja, este planeta desempenha um papel significativo em seu mapa natal, são extremamente carismáticas, autoconfiantes e generosas, gentis e abertas para o mundo.

Eles sabem sua importância e valor, mas não se gabam disso. Em vez disso, eles são pessoas altruístas e solidárias. Claro, os aspectos devem ser favoráveis ​​para que Júpiter se manifeste dessa maneira.

No entanto, a energia deste planeta é forte e tão positiva que seria necessária uma combinação extremamente desfavorável de aspectos para torná-la disfuncional.

O risco com aspectos desfavoráveis ​​é o da superexpansão, que pode dificultar a decisão sobre as opções de vida ou o excesso de indulgência ou o que quer que atravesse a fronteira.

De qualquer forma, Júpiter é um gigante do Zodíaco muito gentil e benevolente. Júpiter torna as pessoas naturalmente afortunadas e otimistas.

Indivíduos sob forte influência de Júpiter tendem a olhar para o lado bom da vida, mas não negligenciam ou esquecem o outro.

Eles são altamente adaptáveis ​​e sábios. Eles raramente reclamam ou pedem ajuda. No entanto, eles são hospitaleiros, compassivos e lêem para ajudar os outros.

Mais importante ainda, eles acreditam na bondade do mundo e das pessoas que o habitam. O povo de Júpiter tem fé na vida, em si mesmo e nas pessoas da terra.

Júpiter na segunda casa - Júpiter na segunda casa

Este é um lugar incrível para um grande e benéfico Júpiter! Júpiter na Segunda Casa indica uma personalidade estável e muito pragmática que sabe como usar uma boa oportunidade, por meio da sabedoria, do conhecimento e do pensamento prático, sem tensão e pressa.

Pessoas com Júpiter na Segunda Casa são simples, em termos de construção de sua base material; eles não complicam as coisas desnecessariamente. Eles sabem como usar os recursos disponíveis, o que é o primeiro passo para algo maior.

sonha em levar um tiro

O fato é que eles valorizam o que têm e entendem onde estão neste momento.

Eles dizem algo como 'ok, eu tenho isso e aquilo, gostaria de algo mais, então vamos ver o que devo fazer'. Eles são muito otimistas, positivos e geralmente têm objetivos muito claros.

Seu objetivo final é a estabilidade material. No entanto, essas não são pessoas obcecadas por status elevado e riqueza incontável.

No entanto, eles gostam de luxo e um estilo de vida agradável, mas apenas se os conquistaram por suas próprias mãos. Além disso, são muito úteis, pragmáticos, gostam de trabalhar por conta própria e todo o processo de construção é o seu interesse.

Lembre-se de que Júpiter é o planeta da expansão e a Segunda Casa é a casa da riqueza material e do sistema de valor.

Pessoas com Júpiter na Segunda Casa são verdadeiros hedonistas. Eles amam coisas caras e extravagantes; o que é muito bom sobre eles, se os aspectos fossem bons, eles não são pessoas gananciosas, invejosas ou ciumentas.

Eles gostam do processo de ganhar seu pão, depois assar seu próprio pão, depois abrir seu próprio negócio de padaria e, no final, saborear todos os tipos de deliciosos doces de padaria e os luxos que seu negócio eventualmente proporciona.

Essas pessoas querem estabilidade na vida, mas também querem expansão. Mais importante ainda, são muito pacientes, dedicados, prontos para trabalhar muito, com um sorriso no rosto, porque têm um objetivo.

Sua natureza é amigável, gentil e aberta às pessoas. Essas pessoas são boas com os outros; eles são capazes de fazer conexões fortes e colaborações frutíferas.

Júpiter na 2ª Casa - A Estrela da Fortuna

Pessoas com Júpiter na Segunda Casa têm faro para negócios. Eles têm uma forte intuição quando se trata de boas oportunidades financeiras e de carreira.

Eles reconhecem oportunidades e as usam de forma eficiente. Eles começariam, por exemplo, com uma colaboração bem-sucedida e acabariam liderando seu próprio negócio.

No entanto, também existe o elemento sorte. Muitas pessoas da Segunda Casa de Júpiter são consideradas nascidas sob a estrela da fortuna, porque o que fazem geralmente resulta em uma quantidade incrível de dinheiro.

Parece que eles ganham dinheiro facilmente. No entanto, deve-se notar, eles o fazem; o dinheiro não vem do nada.

O segredo deles provavelmente está em sua atitude incrivelmente positiva em relação à vida e sua fé na fortuna. Parece que atraem circunstâncias de sorte. Bem, você sabe como dizem, o copo pode estar meio vazio ou meio cheio.

Para o povo de Júpiter em geral, o copo está sempre meio cheio. Além disso, sua atitude em relação a várias situações é genuinamente pragmática.

Quando você tem pragmatismo e otimismo como suas principais características, é fácil. Sem dúvidas, as suspeitas e os sentimentos negativos o impediriam de fazer o que queria. Além disso, essas pessoas são benevolentes, de bom coração, tolerantes, aquelas que não desejam fazer mal aos outros.

Se você é bom para o mundo, bem, o mundo será bom para você, independentemente do que se possa pensar sobre ele.

Júpiter na Segunda Casa - Hedonismo Otimista

As pessoas da Segunda Casa de Júpiter tendem a ficar muito relaxadas, especialmente quando estabelecem uma fonte estável de renda. Eles se voltam para o hedonismo e isso os leva ao excesso de indulgência. Eles são pessoas muito carnais e físicas, por isso desfrutam de todos os tipos de prazeres sensuais e tangíveis.

Não é uma coisa ruim em si, mas muitas vezes acontece que esses hedonistas sortudos perdem o controle.

Eles podem começar a gastar muito, entregando-se a muitas coisas que podem eventualmente causar danos. Tomemos um exemplo de plástico, as alegrias de uma comida deliciosa.

Essas pessoas podem se tornar verdadeiros gourmands, mas provavelmente ultrapassarão os limites do que é saudável para seu corpo.

Você sabe, comer uma bela e luxuosa fatia de bolo de vez em quando é um grande prazer, mas não a coma todos os dias, mesmo que você possa pagar por essas coisas.

Isso é algo que as pessoas com Júpiter na Segunda Casa precisam trazer à mente. O equilíbrio é sempre a chave e assim é para os nativos de Júpiter da Segunda Casa.