Ketu na 4ª Casa

Quase oito mil anos atrás, os sábios védicos acreditavam que o nascimento de um indivíduo, cuja expectativa de vida é limitada, estava localizado na Eternidade, na totalidade da consciência universal.



Neste ponto, todo o nosso passado, presença e futuro estão contidos, em sua totalidade.

Alguns dos primeiros astrólogos hindus afirmaram que todos os eventos que participam são parte de um mecanismo, um relógio universal, se você quiser.



A consciência de um indivíduo deve ser identificada com a consciência universal da inteligência criativa. É preciso atingir esse nível de autoconsciência.



Todos nós poderíamos fazer isso, percebendo nosso próprio ser, nossa existência em sua totalidade, poderíamos perceber o destino, o tempo que está chegando.

Ao nos conhecermos, iluminamos nosso caminho e afastamos as sombras que aparentemente existem em nós. A astrologia hindu é chamada de Jyotish, que se refere aos termos de luz, visão e olhos.

Jyotish afirma que o que experimentamos em nosso estado atual é uma consequência de ações anteriores. Coisas que acontecerão no futuro podem ser parcialmente alteradas pela atividade em nossa vida atual.



Muitos discutem se essa abordagem cármica significa que tudo foi predestinado e impossível de mudar ou não. A maioria dos astrólogos concorda que, por meio do livre-arbítrio, poderíamos afetar as coisas, mesmo que fossem predestinadas.

Jyotish tem três ramos de estudo. O primeiro é sobre fenômenos globais, como economia, guerras, agricultura, etc. o segundo é sobre as origens e a estrutura do cosmos. O terceiro é o estudo relacionado a pessoas ou organizações individuais.

Falamos sobre mapas natais e o efeito que determinados elementos teriam sobre a vida de um indivíduo.



Hoje, dedicamos nosso tempo aos efeitos dos Nodos Lunares, ao combinar uma casa do zodíaco em particular.

Rahu e Ketu - nós lunares

Os nós lunares representam a chave para a compreensão de nossas vidas como partes de um fio que dura e sempre flui. Muitos astrólogos acreditam que os nós lunares são muito mais importantes do que o resto do horóscopo.

Para um astrólogo especialista, informações sobre as posições do Sol, da Lua e dos nós podem revelar o caminho que nossa alma percorre na encarnação atual.

O resto do horóscopo oferece informações adicionais que devem nos ajudar a fazer nossa jornada de vida.

Por meio de nós astrológicos, a astrologia ocidental é capaz de conectar seu caminho espiritual com o conceito hindu de reencarnação. Os nós representam causas e consequências manifestadas em nossas vidas; nós conduzimos nossas vidas de acordo com isso.

Rahu é o Nodo Norte, representando o que devemos nos tornar, mas também responsável por bater a cabeça contra a parede, de certa forma. O Nodo Sul, Ketu, representa o que somos atualmente, com toda a nossa carga de encarnações anteriores. Além disso, representa nossa ancestralidade, habilidades e talentos herdados. Esses termos vêm originalmente da mitologia hindu.

Segundo o mito, rei das serpentes, o demônio Serpente queria roubar o elixir da imortalidade dos deuses e assim o fez. Vishnu, o Criador, cortou a serpente ou o dragão em dois.

No entanto, como a criatura já era imortal, suas duas partes continuaram a existir.

Esses eram Rahu, a cabeça, e Ketu, a cauda. Eles perseguem o Sol e a Lua, querendo devorá-lo, vingativos.

Astronomicamente, esses dois são os pontos de intersecção dos caminhos celestes das duas luminárias, o Sol e a Lua. Essa devoração figurativa acontece pra valer e nós a vemos como eclipses solares e lunares.

Esses dois pontos são cruciais nas leituras astrológicas. Veremos como eles afetam a vida de uma pessoa, como os nós definem o caminho cármico de um nativo.

Ketu - o Nódulo Sul

Ketu ou o Nodo Sul representa o passado. Não é em si um símbolo de alguma encarnação anterior, mas representa uma combinação de eventos e efeitos, idéias e atitudes, convicções e pensamentos de todas as encarnações anteriores.

Os efeitos dessas combinações geraram a atual, de certa forma.

Aqui, neste ponto, neste Nodo Sul, éons de autodesenvolvimento de uma alma estão enraizados. Os traços mais profundos de modelos de comportamento estão enraizados no Nódulo Sul.

Não são muitas as coisas que um indivíduo poderia fazer para mudar a energia de todos os modelos de comportamento e hábitos aprendidos e adquiridos. Portanto, confiamos em tais modelos e achamos difícil resistir a eles, mesmo que não sejam particularmente úteis ou bons.

O Nodo Sul, Ketu, é uma espécie de zona de conforto; terreno conhecido e seguro em que poderíamos trilhar. É uma maneira mais fácil do que mudar alguma coisa. Sua energia é meio ambígua.

Algumas pessoas sentem o efeito do Nódulo Sul como limitante, pois a confiança constante no passado pode, de fato, levar à estagnação e impedir o progresso e o crescimento.

Outras pessoas 'usam' isso como um fator que só os leva ao sucesso e ao desenvolvimento na vida atual. Em qualquer caso, o Nódulo Sul sempre representa nossa fraqueza; é o ponto mais fraco de nossos horóscopos.

Representa vestígios que deixamos para trás. Independentemente do caminho que trilhamos, o traço do Nódulo Sul leva à herança cármica do passado. Em nossas vidas, caminhamos para o futuro, sem pensar no passado, até que reminiscências dele surjam em nosso caminho.

significado do sonho do urso pardo

No entanto, exatamente essas reminiscências nos levam de volta aos velhos hábitos cármicos e nos seduzem a usar a linha do menor esforço.

O fato é que os traços mais negativos vêm desses velhos hábitos. Muitas vezes o próprio passado nos confunde e nos perde em algum tipo estranho de curiosidade encantadora sobre ele.

O nativo se esquece do propósito disso e, portanto, fica preso aos velhos modelos de comportamento. Precisamos usar esses modelos para superar nosso fardo cármico.

A Quarta Casa em Astrologia - 4ª Casa em Astrologia

O quarto campo astrológico está associado à família, nascimento, ancestrais, influência parental, atmosfera familiar, proteção, estabilidade, segurança e, geralmente, a aspectos da vida familiar. Também tem a ver com propriedades, com patrimônio e herança.

A Quarta Casa está associada a coisas ocultas e a bases de existência. É interessante notar que se diz que esse campo representa o início e o fim de todas as coisas.

A Quarta Casa, é claro, tem muito a ver com a atitude de alguém em relação a tudo o que foi mencionado acima. É a forma como lidamos com as relações familiares, a nossa atitude em relação ao conceito de família, aos nossos antepassados, ao nosso país, à história e à tradição.

Ele também representa valores e tesouros escondidos que não podem ser vistos olhando apenas para a superfície. Esta é uma casa angular e de água e análoga ao signo de Câncer.

Ketu na Quarta Casa - Ketu na 4ª Casa

O Nodo Sul na Quarta Casa vem com o Nodo Norte no décimo campo ou vice-versa, como você desejar. Vamos ver o que essa combinação revela e qual é sua lição cármica.

Uma pessoa com a posição dos Nodos Lunares percebe que a família ocupa muito tempo, mais do que o necessário.

O nativo se sente contido, limitado, proibido de expressar abertamente sua individualidade. O fato é que o nativo entra nesta encarnação com uma carga de dívidas cármicas para com a família.

O problema vem de encarnações anteriores, nas quais o nativo ignorou os outros, negligenciando e dando por certo as mãos que alimentam, as dos mais próximos, que cuidam.

A lição que o nativo deve aprender na vida atual é como se tornar suas próprias mãos protetoras. A situação se manifesta de maneiras diferentes. O nativo, por exemplo, culpa os outros por serem ingratos e mimados (o companheiro, os filhos, pessoas próximas).

No entanto, ele ou ela continua fazendo de tudo por essas pessoas, na esperança de superar a tremenda dívida cármica, a fim de superá-la.

Às vezes, esse fardo se torna tão pesado que o nativo tem que lutar contra si mesmo, tentando manter a sensação de insatisfação com o comportamento dos outros. Uma mulher com esta posição de nós lunares provavelmente terá problemas com pelo menos um de seus filhos.

Ela teria que investir muito tempo, esforço, energia e preocupação em seu relacionamento com o filho, para aprender sobre as responsabilidades da paternidade em um nível mais profundo.

O parceiro desse nativo costuma ser alguém sem personalidade firme ou alguém muito distante e perdido em outros mundos, o que é necessário para acentuar a lição cármica.

sonhei em ter uma menina

Ketu na 4ª Casa - Vinculado à Família

Assim, o nativo passa a ser tudo para o parceiro e desempenha o papel de pai. O nativo se torna tanto a mãe quanto o pai dentro da família. Essa pessoa sente a necessidade de se libertar, de se separar e de ser independente.

No entanto, as emoções sempre circulam dentro da família e o nativo está vinculado. A reminiscência das limitações que o nativo criou em encarnações anteriores não permite a liberdade.

Toda a energia é gasta em esforços para resolver a rede de relações complicadas que o nativo agora vê ao redor. Pode haver muitos conflitos dentro da família, possivelmente relacionados a questões patrimoniais e financeiras em geral.

Essa pessoa passa por momentos difíceis ao lidar com problemas familiares e muitas vezes acaba se sentindo miserável, desesperada e sem esperança. Às vezes, as necessidades de sua família são muito maiores do que se esperava ou imaginava.

O problema é que esse nativo, apesar da capacidade de desenvolver uma forte consciência sobre o mundo em que vive, continua muito ingênuo e infantil no que diz respeito aos laços afetivos com as pessoas mais próximas.

Porém, o nativo tenta desempenhar o papel de responsável por todos, aquele que deve cuidar de tudo et cetera.

Algumas pessoas com esses nódulos tornam-se o único provedor dentro da família; outros assumem o papel de supervisor.

Ketu na Quarta Casa - Libertação

Este nativo luta por dentro; o conflito surge entre a parte que sente que tem que fazer tudo pelos outros e a parte que quer se libertar de tudo. Necessidades da família contra necessidades pessoais, que é o conflito em curso.

Além disso, todos os tipos de situações fazem com que essa pessoa aja infantilmente; ele ou ela não sabe o que fazer com as emoções em relação à família.

O nativo tem que fazer tudo o que pode, a fim de superar a desarmonia familiar.

O nativo tem que despertar o senso de dignidade e respeito próprio e isso viria por meio de uma compreensão real das necessidades dos outros. O nativo deve equilibrar as necessidades pessoais com as dos outros; isso só poderia ser feito através da compreensão de ambos.

Uma vez que o nativo percebe a essência das necessidades da família, ele ou ela pode crescer e se desenvolver como indivíduo.

Embora pareça que essa pessoa está no controle de tudo, está longe de ser verdade. A família manipula o nativo, consciente ou completamente inconsciente disso. Assim que o nativo se voltar para a energia do Nodo Norte, ele ou ela será capaz de assumir um papel dominante.

O nativo tem que aprender a colocar as necessidades pessoais acima das necessidades familiares que o tornam tenso, desorientado, sem foco.

O nativo tenta se libertar por mecanismos diferentes. Paradoxalmente, uma pessoa com Ketu na Quarta Casa muitas vezes escapa de uma família e começa outra, até que cada pessoa que conhece e por quem se apaixona torna-se parte de algum tipo de família pseudo-universal.

Nos últimos anos de vida, esse nativo se sentiria verdadeiramente feliz se pudesse oferecer abrigo e conforto a outras pessoas.

Aos poucos, esse nativo foi se afastando da imaturidade emocional, graças aos conselhos de muitas pessoas que encontra ao longo do caminho.

O signo em que o Nódulo Sul se encontra fala sobre as maneiras pelas quais o nativo permite e tolera a imaturidade dos outros, mas também sobre a tolerância de sua própria imaturidade.

O Nodo Norte indica maneiras pelas quais o nativo poderia amadurecer e superar as limitações de encarnações anteriores.