Lua em conjunção com a sinastria de Plutão

A ciência das estrelas, como a astrologia foi chamada há muito tempo, poderia nos revelar informações valiosas sobre nossas vidas, nenhuma outra ciência poderia oferecer.



O status da astrologia entre outras ciências tem sido um debate contínuo desde o passado; antigamente, a astrologia era a mesma coisa com a astronomia. Os dados que obtemos da astrologia e astronomia foram interligados dentro de uma disciplina.

Em nossos dias, astrologia e astronomia estão estritamente divididas. Enquanto a astronomia se enquadra na categoria de ciências exatas e todos parecem ter clareza sobre o tipo de informação que ela guarda, a astrologia é categorizada como uma pseudociência e considerada uma abordagem alternativa.



As pessoas geralmente o identificam com o horóscopo e muitas vezes pensam nele como uma forma de adivinhação.



Essa opinião sobre a astrologia está longe de ser verdade. A astrologia pode não oferecer consistência e confiança como as ciências exatas poderiam, mas tem seus princípios, métodos e grande fonte de conhecimento sobre todos os cálculos e fundamentos astrológicos em que estão sendo baseados. A astrologia, no entanto, não dá respostas totalmente precisas.

lua leo sun aquarius

Astrologia natal

A astrologia natal é o 'capítulo' básico da astrologia como um todo. Ele estuda diagramas que os astrólogos criam com base no movimento planetário em momentos precisos no tempo; ou seja, o nascimento de um indivíduo.

As cartas natalinas podem ser entregues para países inteiros, por exemplo, até mesmo para animais, planetas e qualquer outra coisa, de acordo com alguns astrólogos.



Por exemplo, pode-se definir a data de fundação de um país (ou de uma instituição e mais) como seu 'aniversário' e criar um mapa natal. A maioria das pessoas, entretanto, está interessada no mapa natal ou de nascimento básico, isto é, o de um ser humano.

Agora, o que esse gráfico revela? O que é exatamente um mapa natal e como pode ser útil?

Um mapa natal, também chamado de mapa natal ou horóscopo, representa um diagrama com planetas, estrelas e outros corpos celestes no momento do nascimento de uma pessoa.



Na astrologia, todos os corpos celestes são chamados de planetas; o Sol e a Lua são luminares, significando planetas luminosos, mas ainda rotulados como planetas. Esses mapas são únicos, assim como cada pessoa e cada destino eram únicos.

Cada pessoa tem seu próprio mapa natal original, baseado na configuração única dos planetas na época em que nasceram.

Os gráficos de Natal, de acordo com a astrologia, determinam os traços de personalidade, temperamento e caráter de alguém e também revelam muito sobre o caminho de vida desse indivíduo. Não havia dois horóscopos iguais, assim como não havia duas pessoas iguais.

O verdadeiro valor de um mapa natal está nos potenciais sobre os quais ele nos dá uma visão. O mapa natalino pode nos contar sobre grandes eventos que aconteceram em nossas vidas e que estão por acontecer.

No entanto, a maioria das informações que um mapa natal oferece não são previsões, mas uma espécie de diretrizes. Depende de nós usá-los para nosso próprio bem.

Antigamente, acreditava-se que tudo já estava definido nas estrelas e que as pessoas não podiam fazer muito para afetar seu próprio caminho de vida. Hoje, a astrologia é entendida de forma diferente; não somos marionetes nas mãos do destino, mas donos de nosso próprio destino.

Nossos mapas natais são, de fato, imutáveis. No entanto, conhecendo-os, podemos moldar nossas vidas de uma maneira única.

Aspectos Astrológicos

Uma das partes cruciais de cada análise astrológica são os aspectos astrológicos. Aspectos astrológicos decidem a dinâmica das energias que os planetas 'emitem' em sua configuração específica em seu mapa natal.

Aspectos planetários tornam a complexidade de sua pessoa, em grande parte. Em um mapa natal, os planetas do sistema solar são distribuídos ao longo do diagrama de uma maneira única.

O diagrama é baseado na hora e local do seu aniversário e parece uma representação gráfica de uma fotografia do céu naquele momento preciso. A base do gráfico são as casas astrológicas e os signos do zodíaco.

Cada planeta ocupa uma posição específica em seu mapa e se correlaciona com outros elementos. Entre si, os planetas formam ângulos específicos, ou seja, aspectos astrológicos.

Existem cinco aspectos principais ou tradicionais e seis aspectos menores que são um produto da astrologia moderna. Os principais aspectos são o que nos interessa aqui. Eles são a conjunção, a oposição, a quadratura, o sextil e o trígono.

Alguns deles são considerados fáceis, outros pesados. Conjunção é uma espécie de aspecto ambivalente que pode ser 'bom' ou 'mau', dependendo dos planetas envolvidos.

Aspecto da conjunção em astrologia

Vamos agora nos concentrar no aspecto da conjunção, uma vez que temos a conjunção da Lua, Plutão, para analisar. Conjunção é um aspecto de 0 grau, o que significa que as energias dos planetas em conjunção são conjuntas.

Este aspecto pode ser complicado, porque os planetas podem ser 'confusos, de uma forma que um não consegue distinguir sua energia da do outro. Esta é a razão pela qual a conjunção pode ser ambivalente.

Os planetas em conjunção têm necessidade de expressar sua natureza e, portanto, são propensos à dramatização. Falando historicamente, a conjunção não foi considerada um aspecto, a princípio.

Os planetas em um aspecto foram feitos para 'ver' um ao outro, o que não é o caso com a conjunção. Além disso, a conjunção era considerada qualquer ponto do contato planetário, seja uma proximidade física ou um contato de aspecto.

Em tempos antigos, os planetas que formam qualquer aspecto estão, ao mesmo tempo, em conjunção, porque estão em contato. Hoje, porém, a conjunção é considerada um aspecto planetário específico.

A conjunção representa a amplificação, combinação, integração e fortalecimento das energias dos planetas envolvidos. Este aspecto cria uma nova entidade energética ao encorajar os planetas a reagir.

O aspecto da conjunção geralmente afeta fortemente. A área da vida afetada pelo conjunto planetário normalmente apresentaria uma direção muito forte, senso muito forte da importância daquele campo da vida.

Este aspecto oferece liberdade de ação; com a conjunção, pode-se escolher livremente como utilizar a energia das conjunções, visto que esse aspecto, por si só, não envolve a relação com o mundo exterior.

Lua na Mitologia e Astrologia - Luminares na Astrologia

A suave luz da Lua sempre foi associada a mistério e magia. A Lua não tem luz própria, mas reflete a do Sol.

No entanto, esta luminária ilumina os caminhos além do invisível, as estradas misteriosas do nosso inconsciente, guiando-nos pelo reino dos sonhos e da imaginação. A Lua representa a beleza, o princípio feminino, as emoções, o mistério e a inspiração.

Este adorável satélite da Terra sempre foi objeto de admiração e adoração. Os antigos sumérios, babilônios, egípcios, gregos, romanos e muitos outros louvaram a Lua por seus poderes místicos e encantadores.

Um dos mitos mais adoráveis ​​é aquele sobre Selene, a deusa da Lua, a filha do titã Hyperion e sua esposa Theia.

Segundo o mito, ela era tão bonita que todas as estrelas diminuiriam a cabeça, como diria John Milton, ainda que em relação à luz do Sol, em seu poema Paraíso Perdido, quando Selene surge no céu.

Este conto romântico da mitologia grega reflete apenas uma parte do fascínio que os povos antigos tinham por esta bela luminária.

Na tradição romana, é associada à Lua, enquanto na Grécia, a Lua também está associada a Ártemis, a deusa da caça, dos animais e da natureza. Na astrologia, a Lua representa nossa mente subconsciente, nossas emoções, sonhos, intuição e nossa alma.

A Lua é como uma voz que guia secreta, a parte mais íntima de nós mesmos.

Sem a Lua, a energia consciente do sol não funcionaria bem. O Sol e a Lua são as duas faces da mesma moeda, na astrologia.

A Lua representa o princípio feminino, a figura materna. Está associado a compaixão, empatia, amor, nutrição, cuidado. A Lua é nosso mundo íntimo, nossas casas, nosso conforto e aconchego.

A Lua também representa nossa pátria, nossa nação, herança, segurança e proteção. Em bons aspectos, nosso eu emocional está em bom equilíbrio e vice-versa.

Plutão em Mitologia e Astrologia - Planetas em Astrologia

Plutão era o deus do submundo, na mitologia romana; sua contraparte na mitologia grega foi Hades.

Essa divindade solene, sombria e silenciosa não era o governante malvado do reino da morte, mas também o deus associado à justiça, até mesmo à misericórdia. Plutão era um deus firme e estável, que raramente abandonaria seu reino sombrio.

ascendente oposto sinastria ascendente

Na astrologia, Plutão representa transformação, renascimento, morte, evolução e poder. Pessoas que têm um Plutão forte em seus mapas natais são incrivelmente capazes de regeneração; eles são poderosos de uma maneira muito específica.

Gostaríamos de lembrar que o planeta Plutão rege o signo misterioso, definitivamente poderoso e regenerador de Escorpião.

Plutão representa uma energia poderosa que está dentro de nós e essa energia tem um potencial para realizações incríveis, bem como para destruições incríveis.

Este planeta é frequentemente associado a poderes mágicos e comumente desperta o interesse pelo sobrenatural, esotérico, místico, desconhecido e desconhecido.

O planeta Plutão também é a oitava superior de Marte, o planeta associado à agressão, guerra, atitude sanguinária, o ‘planeta sangrento’. Esta conexão com as características de Marte torna Plutão o planeta associado a magos e pessoas perigosas.

Também representa desejos carnais, possessividade, ciúme, mas acima de tudo isso, poderes regenerativos.

Lua em conjunção com Plutão - Poço Oculto das Emoções

A lua em conjunção com Plutão definitivamente tem muito a ver com as emoções. Pessoas com Lua em conjunção com Plutão em seus mapas natais são pessoas profundamente emocionais e sensíveis.

No entanto, sua intensa emocionalidade é um tanto paradoxal, pois muitas vezes eles têm medo de suas próprias emoções. Eles não gostam de ser vistos como vulneráveis, sensíveis e fracos.

Pessoas com Lua em conjunção com Plutão tendem a esconder suas emoções, de si mesmas, antes de tudo.

Eles são, no entanto, oprimidos por tal intensa emocionalidade e geralmente acontece que suas emoções governam todo o seu ser. Eles parecem estar em constante conflito interno.

Se por um lado há um forte desejo de se conectar com alguém, eles têm, ao mesmo tempo, medo de vínculos.

A lua em conjunção com os indivíduos de Plutão tem uma intuição bem desenvolvida e fina. Eles enxergam através das pessoas facilmente e sempre 'sabem' o que e como os outros se sentem a respeito deles. Esta característica única, este presente da Lua em conjunção com o povo de Plutão, pode ser uma bênção e uma maldição.

Por um lado, eles poderiam usá-lo para ajudar os outros, mas o problema ocorre quando eles não aplicam a mesma coisa em si mesmos.

Lua em conjunção com Plutão - projetando negatividade

Eles podem ajudar outras pessoas a perceber quais são suas lutas interiores e podem oferecer conselhos fantásticos sobre como resolver o conflito. No entanto, muitas vezes eles não conseguem fazer o mesmo.

A explicação para essa estranha situação pode ser que eles, de fato, gostam de ser assim. No entanto, essa característica pode ser muito negativa.

Quanto mais insegura a lua em conjunção com uma era sobre suas próprias emoções e medos relacionados, mais sombria é sua visão sobre os outros.

Eles podiam ler seu próprio conflito na vida dos outros e ver coisas que não estavam lá. Eles podem se afogar na negatividade e realmente esperar que os outros sejam 'maus', embora não haja uma única razão racional para pensar assim. Desta forma, a energia negativa flui por toda parte.

A figura materna desempenharia um papel incrivelmente importante na Lua em conjunção com a vida pessoal de Plutão. O vínculo com tal figura pode ser extremamente forte e pode ir do amor incondicional e dependência à relação de amor e ódio, ao ressentimento.

Lua em conjunção com Plutão As pessoas freqüentemente estão em conflito consigo mesmas em relação a seus sentimentos em relação aos pais e à família.

Lua em conjunção com Plutão - Drama Emocional Interior

A lua em conjunção com os indivíduos de Plutão são obcecados por emoções, de certa forma. Eles se alimentam de emoções; emocionalidade é o componente da vida que eles não poderiam imaginar para mudar para uma vida mais calma.

Esses indivíduos são propensos a um drama emocional interno. O mais comum é o problema mencionado, o relacionamento com a família.

De alguma forma, a Lua em conjunção com Plutão não consegue decidir o que eles sentem sobre isso.

A figura da mãe seria o momento mais incômodo de suas vidas, por diversos motivos. Pode estar relacionado ao medo da perda, assim como pode surgir de algum conflito real que alguém possa ter com uma figura materna.

Em qualquer caso, parece que esse vínculo desperta certo tipo de crise no coração de um contato lunar com Plutão.

A lua em conjunção com as de Plutão pode ser muito obsessiva com as pessoas às quais estão apegadas. O medo da perda e do abandono geralmente pinta todos os relacionamentos na vida desses indivíduos.

Depois de perceber que está tentando controlar não apenas suas próprias emoções, mas também as pessoas ao seu redor, você pode se dar conta do âmago de seu conflito interno.

Não é provável que esse tipo de conflito interno acabe para sempre. Como já dissemos, é da natureza de uma lua em conjunção com Plutão.

sonho de aranha gigante

No entanto, pode-se encontrar uma maneira de manter as coisas nos trilhos, não cruzar a linha e se render a impulsos obsessivos compulsivos que seriam facilmente acionados. O dom da introspecção poderia ser usado de forma surpreendente.

Pessoas com Lua em conjunção com Plutão são comumente interessadas em psicologia, embora confiem em seus instintos e intuição mais do que qualquer padrão psicológico comprovado. Eles também podem encontrar um canal emocional incrível nas artes, especialmente na música.

Este é um aspecto complicado, com potencial de dupla face e deve ser usado com cautela. O próprio insight sobre isso pode direcioná-lo para um equilíbrio em sua manifestação.