Nodo Norte na 7ª Casa

Você já se perguntou se um mapa astral pode lhe dar informações sobre a missão de sua vida? Se você está interessado em saber sobre vidas passadas, karma e caminho de vida, é claro que está interessado em saber sobre Os Nodos do Karma.

Em primeiro lugar, vamos falar sobre o nó Norte de uma forma geral, ou seja, não se aplica a nenhum indivíduo específico, mas em referência ao que acontece no céu diariamente e que devemos levar em consideração para nosso avanço.

Nodo Norte - Significado

Saber onde está o nodo Norte em todos os momentos é conhecer os desafios que você terá que enfrentar a cada ano, portanto, essas informações podem ser de grande utilidade para nós.



Os Nodos Lunares ou Nodos do Karma não são nenhuma estrela, asteróide, planeta ou satélite do universo. Eles são pontos matemáticos no céu onde a órbita da lua cruza a órbita da terra.

Seu movimento é retrógrado, ou seja, nós os percebemos como se estivessem indo para trás no céu e no sentido horário dentro de um mapa astral.

Como o nó Norte são dois, um deles é denominado Nó Norte e o outro Nó Sul.

O Nodo Norte é assim chamado porque fala da direção do avanço, ou seja, o que devemos aprender ou incluir suas características em nossas vidas durante o período em que os nós estão ali.

O Nódulo Sul nos informa sobre o que devemos liberar ou curar durante este período. Todos os sinais de Eixo têm que ser Nó Norte e Nó Sul, de forma que se os Nós caírem em um Eixo durante um período, da próxima vez que passarem por lá, os nós serão posicionados inversamente.

Por exemplo, se o nó Norte entrar no Eixo Áries-Libra, com Áries sendo o Nodo Norte e Libra o Nodo Sul, na próxima vez que eles passarem, Áries será o Nodo Sul e Libra o Nodo Norte.

Então, com todos os sinais. Desta forma, o carma garante o equilíbrio em todo o zodíaco.

Nós verdadeiros: conta a órbita lunar, ou seja, não apenas o ponto matemático em si, mas a energia que o cerca.

Dessa forma, os nós atingiriam um local específico mais cedo, uma vez que a energia que o circunda e influencia também é considerada um nó.

Nós médios: Não considera a órbita lunar, ou seja, apenas a localização do próprio ponto matemático será levada em consideração e nada mais.

Agora vamos falar sobre o nó norte nativo. O nodo Norte natal nos informa onde os nodos estavam no momento do nosso nascimento e determinam nossa missão de vida pessoal, aquela que estaremos aprendendo e realizando ao longo de nossas vidas.

Para reconhecer os Nódulos Norte e Sul em um mapa astral, você deve procurar por esses símbolos (em seu mapa natal, se você encontrar um, procure a extremidade oposta e lá você encontrará o outro.

Se apenas o Nodo Norte aparecesse, o Nodo Sul estaria 180 graus, ou seja, do lado oposto).

7ºCasa - Significado

Uma vez na 7ª casa, o eu está pronto para começar a se relacionar com os outros. Nesta casa, a personalidade aprende que não pode se desenvolver sozinha e, portanto, esta é a casa das relações.

A casa 7 marca o signo descendente, o ponto mais a oeste do mapa natal, ou seja, o signo que estava sendo colocado no horizonte oeste no momento do nascimento.

Com a 6ª Casa, última das Casas Pessoais, a pessoa sabe exatamente como é e o que a diferencia das demais.

Ele reconhece que é único. Da Primeira à Sexta Casa, a personalidade evoluiu e melhorou por meio do trabalho, do serviço ao próximo, da humildade e da atenção que ele deu ao mundo ao seu redor.

Palavras-chave - relacionamentos, unidade, outras pessoas, interação, inimigos conhecidos, divórcio, assuntos políticos ou comerciais, diplomacia, processos judiciais.

A Casa 7 também é conhecida como Casa do Matrimônio e como Casa dos Inimigos Declarados.

Aqui, casamento é entendido como qualquer tipo de relação que envolve um compromisso ao longo do tempo, como o próprio casamento, uma relação comercial, sociedades, contratos, negociações, diplomacia, acordos e inimigos declarados.

A 7ª Casa também rege negócios com estrangeiros, relações entre países (amigáveis ​​ou hostis), assuntos políticos ou comerciais, divórcios, litígios e assuntos diplomáticos em geral.

O signo descendente é a cúspide (linha inicial) da 7ª casa, a terceira casa angular do mapa natal e o ponto oposto ao signo ascendente.

O Descendente, o ponto mais a oeste do mapa natal, desaparece quando nascemos. Então, parece esconder o que está dentro de nós. Reflete o que pensamos que não somos, o que não queremos admitir que exista em nossa personalidade.

Para a Astrologia, as qualidades que buscamos nos relacionamentos (descritas pelos planetas e signos presentes na Casa 7) representam o que rejeitamos em nós mesmos, mas que, de alguma forma, precisamos integrar em nossa personalidade para nos sentirmos completos.

Então, uma vez que não os reconhecemos em nós mesmos, olhemos nos outros. Nas pessoas com quem procuramos nos relacionar.

Por exemplo, se temos espírito empreendedor, mas não temos vocação para números, teremos que encontrar um parceiro de negócios com reconhecida capacidade de cálculo e finanças.

É um complemento, um aprimoramento de nossas capacidades, buscar alguém que nos complete e nos ajude a evoluir e atingir nossos objetivos.

Afinal, quando cooperamos com outras pessoas, fazemos contratos e parcerias, também estamos nos ajudando.

Na astrologia tradicional, o signo ascendente é considerado autoconsciência e o signo descendente como a consciência dos outros.

A 7ª casa descreve nossos relacionamentos, as qualidades que buscamos em nosso parceiro (amor, amizade e trabalho) e as experiências que precisamos viver para compreender o significado dos outros.

Estudar o signo descendente nos permite descobrir o tipo de pessoa que aparece em nossa vida com quem tendemos a criar conexões verdadeiras, as qualidades que gostaríamos de ver em nosso parceiro romântico ou o que nos atrai nos outros.

Ao estudar os planetas e signos presentes na 7ª Casa, os astrólogos indicam o tipo de pessoa que nos atrai. Que qualidades valorizamos e procuramos nos outros. Por exemplo, uma pessoa com a Lua na 7ª Casa, pode procurar um parceiro para cuidar e cuidar dela.

Uma pessoa com Marte na 7ª Casa pode valorizar outras qualidades em um parceiro, como força, dinamismo e capacidade de ação. Também pode significar que ela está procurando alguém para tomar as decisões, para orientá-la ao longo da vida.

Em situações onde existe mais de um planeta posicionado na 7ª Casa, a leitura é mais complexa, pois existem múltiplas características de diferentes planetas que influenciam a mesma Casa.

Uma pessoa com Urano e Saturno na 7ª Casa pode indicar a busca por alguém que proporcione estabilidade e segurança (transmitida por Saturno), mas também uma pessoa individualista e imprevisível (características de Urano).

Além de descrever a natureza do casal, os signos e planetas posicionados na 7ª Casa, sugerem os tipos de relacionamento que a pessoa busca ou com os quais mais se identifica.

Levando em consideração que a Casa 7 está comprometida com a Casa 1, o que buscamos nos outros se reflete em quem somos, em nossa própria personalidade. Nesse sentido, as duas Casas estão relacionadas a relacionamentos e este eixo é altamente considerado na leitura do mapa astral.

Tendemos a buscar no outro o que consideramos nossas qualidades principais (às vezes inconscientes), ou as qualidades que consideramos complementares ao nosso próprio modo de ser.

Para que um relacionamento seja bem-sucedido, seja no amor, na amizade ou no trabalho, tendemos a nos relacionar com as pessoas com quem nos identificamos.

A convivência frequente, a tomada de decisões conjuntas, a negociação de interesses pressupõe um conjunto de valores e uma visão alinhada da vida. Caso contrário, é difícil chegar a um consenso e chegar a um acordo ou mesmo entender a posição e as opções do outro.

A presença de Saturno pode indicar um relacionamento baseado em deveres e obrigações. Marte é mais propenso ao amor à primeira vista, problemas de relacionamento, tomada de decisão espontânea, relacionamentos tempestuosos e apaixonados. Júpiter revela a possibilidade de relacionamentos múltiplos.

Nodo Norte em 7ºCasa - Significado e Simbolismo

Da perspectiva da astrologia védica, o nó norte da lua é a cabeça de um dragão e o nó sul sua cauda. A cabeça do dragão marca um ponto na órbita da Terra pelo qual a lua sobe em direção ao norte da elipse e o nó sul quando a lua desce.

De acordo com os Vedas, a cabeça do dragão nos fala sobre nossa direção evolutiva - dharma - e a cauda do dragão nos fala sobre o passado - o corpo de experiências, dívidas e presentes - que sustentam o crescimento em direção ao nodo norte, karma.

Nesse contexto, karma não tem conotação negativa. É o corpo de experiências que apóia - ou não apóia - o crescimento evolutivo da alma. Karma também inclui recursos e apoios. A questão é se nossos recursos e apoios nos ajudam a crescer ou nos mantêm no circuito seguro enquanto ainda nos prendem.

O nó sul geralmente retém energia, repete o padrão e se refugia no conhecido. O nó norte nos desafia a sair da narrativa conhecida, a explorar além do familiar.

O eixo nodal é a espinha dorsal da Astrologia Evolucionária. A Astrologia Evolutiva tenta ir além de um olhar preditivo e oracular para potencializar a autodeterminação da alma na participação da criação de seu destino.

O nó norte aponta para a porta que se abre para novos potenciais. Potenciais que desafiam nossa tendência de permanecer seguro e familiar, mesmo que isso signifique parar de crescer. Escolher crescer é uma etapa essencial para evoluir. O desejo de crescer é o desejo evolutivo da alma.

Nos próximos 18 meses Mercúrio - o planeta mais próximo do sol e que se move mais rápido em nosso céu - será o líder do nó norte da lua, será o líder de nossa narrativa evolutiva. Narrativa íntima e coletiva.

Júpiter, por outro lado, é o planeta que lidera a transformação (liberação) necessária - do pólo do nó sul da lua - a fim de abraçar as lições do nó norte.

o que significa quando você sonha com corujas

Entramos em um processo de revisão afetiva, econômica, criativa e espiritual que nos acompanha durante o ano. Esta revisão teve um início forte em maio.

Durante sua retro gradação em Gêmeos, Vênus estará dançando em quadratura com Netuno em Peixes. Há confusão e armadilhas afetivo-mentais que interferem em nossa clareza de direção e propósito. Não é hora de tomar decisões finais, não importa o quão ideal seja a pintura.

De alguma forma, até meados de julho, estamos em transição entre a energia de Câncer (sinal que o nodo norte deixa para trás) em direção à energia de Gêmeos.

Esta é uma transição cognitiva emocional. Mercúrio - líder do nó norte da lua - retrógrado em Câncer (em junho) nos fala de um processo de digestão e metabolização da informação emocional somática (Lua-Câncer) para a integração cognitiva dessa informação.

É uma transição do emocional para o mental para desenvolver e fortalecer nossa capacidade de construir relacionamentos afetivos em evolução.

Talvez essa transição nos fale de uma distinção sutil entre nosso campo afetivo-emocional e nosso campo afetivo-mental; e como, às vezes, é confuso e ambíguo reconhecer o que pensamos que queremos, o que pensamos que amamos.

Conclusão

Sem a bússola e a sabedoria de nossas emoções, somos vítimas de desejos mentais, que nos fazem imaginar mundos possíveis e que - no fundo de nosso ser - revelam nossa insatisfação e desnutrição afetiva.

Ouvir a voz de nossa necessidade mais profunda é parte da jornada evolutiva dos próximos dois meses.

O tempo e a energia que investimos agora para esclarecer nossa comunicação emocional - primeiro interna, externa depois - será inestimável a longo prazo.

O nó norte da lua aumenta o conhecimento e a verdade que surgem de nossa experiência experiencial.

O nó sul em Sagitário nos diz que não existe filosofia, religião, teoria, estudos e academia que seja mais verdadeira do que a poderosa bússola de nossas emoções.